Perto dos 30 – Mansinho Veríssimo

Não vou tirar os pés do chão pra não vou sofrer
Não vou viver a ilusão de nunca ter
Só vou correr atrás daquilo que é vital
Equilibrando sonhos e mundo real

Perdi meu tempo agora vou recuperar
Jogar ao fogo tudo que me faz voltar
À objetivos que eu nem consegui traçar
E insistia em alcançá-los sem tentar

Mas eu vou guardar o que ficou de bom
Mas eu vou guardar o que ficou de bom

Amanhã cedo estarei longe daqui
Vou procurar outro caminho à seguir
E os passos me indicam a direção
Sentido oposto dos seus pés e coração

Mas eu vou guardar o que ficou de bom
Mas eu vou guardar o que ficou de bom